quinta-feira, 23 de abril de 2009

Parado não pode fica!

Se eu fosse parar pra contar, contaria 38 dias sem escrever, sem postar...
Não sei se existe explicação para isso, ou mesmo se preciso me explicar. Mas o fato é que ficar todo esse tempo sem criar me causava certo incômodo. Parece que não conseguia sintetizar as coisas na minha cabeça, não ordenava acontecimentos, enfim, comecei a me preocupar mais porque achava que minha mente estava preguiçosa demais, então, nada mais justo colocar esse bando de neurônios (se é que eu ainda os tenho) ociósos para trabalhar, produzir, gerar, manifestar e etc....
Sei que não sou (e ainda estou muito longe de ser) nenhuma mente brilhante, mas gosto disso, gosto de escrever, ainda que banalmente, mas gosto de me expressar sem ter que mostrar meu rosto, pois assim não sinto tanta vergonha.
Dias atrás me deparei com a seguinte frase "escrever é puro orgasmo para por pra fora o esperma que habita nossas mentes, é fazer sexo com aquilo que acontece no cotidiano", e acho que faz sentido. Talvez meu cotidiano não andasse tão interessante que merecesse um orgasmo, ou talvez estivesse banal demais e eu com paciência de menos, ou minha criatividade esteja mais ligada a tristeza, falta de dinheiro, falta do que fazer (falta de mulher também, mas essa ainda continua faltando) e outras coisas mais .....
Então chega de enrrolação, chega de blablablá e vamo bota essa budega pra funciona..... não gosto de ver as coisas paradas....

3 comentários:

Pati disse...

Até que enfim hein Sr. Wander ushduihsaiuhdusaih bem legal ;*

rezitchaeso disse...

adorei :)

e realmente, parar de escreve qnd já se é tão comum, dá aquela sensação de 'to parado, perdido, minhas idéias já se foram', por isso ficamos tão incomodados :P

=**

Michele Hubner disse...

essa frase é meio esquisita.. ;s